Search

Reiki: iniciação aos seus princípios básicos

O Legado de Mikao Usui ao mundo


Reiki é uma terapia de canalização de energia, através da imposição de mãos, que tem o objetivo de promover a saúde e o bem-estar do corpo e da mente. É de origem oriental, tendo sido desenvolvida no Japão por Mikao Usui, entre 1922 e 1926. Atualmente, encontra-se amplamente difundido no mundo inteiro, incluindo o Brasil. O Reiki tem beneficiado a inúmeras pessoas que o procuram, seja por questões de saúde, problemas emocionais, ou como uma disciplina espiritual. Sua prática auxilia a melhorar a saúde e a desenvolver a paz de espírito. Mais que apenas uma terapia, é um caminho de equilíbrio, harmonia e felicidade.


Reiki é uma terapia de canalização de energia, através da imposição de mãos, que tem o objetivo de promover a saúde e o bem-estar do corpo e da mente. É de origem oriental, tendo sido desenvolvida no Japão por Mikao Usui, entre 1922 e 1926. Atualmente, encontra-se amplamente difundido no mundo inteiro, incluindo o Brasil. O Reiki tem beneficiado a inúmeras pessoas que o procuram, seja por questões de saúde, problemas emocionais, ou como uma disciplina espiritual. Sua prática auxilia a melhorar a saúde e a desenvolver a paz de espírito. Mais que apenas uma terapia, é um caminho de equilíbrio, harmonia e felicidade.

Reiki: o que significa?

Literalmente, a palavra Reiki significa Energia Vital (Ki) Universal (Rei). É a energia do universo, que tudo compõe e entremeia, sem a qual não existiria a vida.
Além de ser o nome em japonês da energia vital universal, é também o nome do método terapêutico criado por Mikao Usui, distinguindo-se de outras terapias que fazem uso de método semelhantes, como o Johrei e o Mahikari.
Método: como funciona?
O Reiki é aplicado através da imposição de mãos. Ao colocarem-se as mãos sobre uma parte do corpo, o reikiano (praticante de Reiki) transmite a energia vital universal a pessoa que está sendo tratada.
Geralmente, aplica-se o Reiki sobre os órgãos. Se a pessoa em tratamento tem um problema cardíaco, a aplicação é feita sobre o coração; se tem um problema renal, sobre os rins e assim por diante. O Reiki também pode ser aplicado nos chakras e nos pontos e meridianos de acupuntura, se o praticante tiver o conhecimento necessário para isso.
Durante um atendimento, muitos reikianos sentem sensações em suas mãos que indicam o local em que devem aplicar o Reiki e qual é a grau de acúmulo de toxinas neste local. Este processo é chamado Byossen (literalmente, “acúmulo de toxinas”) e é uma habilidade desenvolvida aos poucos, com a prática constante e dedicada.
Também podem ser usados símbolos nos tratamentos, embora não sejam essenciais. São quatro símbolos. O primeiro, chamado Chokurei, intensifica o fluxo de Reiki no local do corpo que se deseja tratar. O segundo, Seiheki, é utilizado para tratar de problemas emocionais. O terceiro, Hon Sha Ze Sho Nen, possibilita realizar tratamentos à distância. O quarto é pouco usado para tratamentos, sendo um símbolo utilizado principalmente para meditação.
O Reiki pode ser aplicado em terceiros ou em si mesmo, como auto-tratamento, o que é sempre recomendável. Além disso, pode ser aplicado em plantas, animais, cristais, ambientes, alimentos, bebidas e tudo o mais.
A meditação: seu papel no Reiki
A meditação é parte integrante do Reiki. Todo reikiano deve desenvolver o hábito de meditar diariamente. Mikao Usui ensinou dois métodos de meditação aos seus alunos, os quais infelizmente nem sempre são ensinados a novos reikianos no ocidente. Aos iniciantes, ensinava a meditação gassho, em que se medita com as mãos unidas em prece à altura do coração. Aos alunos um pouco mais avançados, ensinava a meditação Hatsurei-Ho (“método de geração de energia”), que tem o objetivo de fortalecer o fluxo do Reiki no corpo do praticante.
Os Cinco Princípios: tratando a mente
Ao desenvolver o Reiki, Mikao Usui percebeu que tratar o corpo não é suficiente. Para afastar o sofrimento e a infelicidade, é preciso também tratar a mente (tanto a razão quanto as emoções). Para isso, ensinou osCinco Princípios (Gokkai), que são conselhos que, se seguidos e praticados diligentemente, curam a mente das fontes de suas aflições e levam a uma vida mais realizada e feliz. Mikao Usui ensinou seus alunos a recitá-los durante a meditação gassho, duas vezes ao dia, para atingir este fim.
Os Cinco Princípios dizem:
No dia de hoje,
Não se irrite,
Não se preocupe,
Seja grato,
Dedique-se ao trabalho,
Seja bondoso com todos.

Quando recitados em japonês, estes princípios constituem não apenas um conselho, mas um kotodama/ mantra, que é utilizado terapeuticamente. Em tratamentos de problemas emocionais, os Cinco Princípios são recitados na língua original, ao mesmo tempo em que se aplica Reiki na cabeça da pessoa sendo tratada. Através desta prática, problemas emocionais são minorados e, muitas vezes, sanados.
Em japonês, o texto é escrito da seguinte forma:
Kyo Dake Wa
Ikaru Na
Shinpai Suna
Kansha Shite
Gyo-o Hage Me
Hito Ni Shinsetsu Ni

O Fundador: Mikao Usui
Mikao Usui, ou Usui Sensei, como era chamado por seus alunos, nasceu em 15 de agosto de 1862, no Japão. Foi monge budista (provavelmente zen budista) e missionário xintoísta. Embora monge, tinha muitas atividades mundanas, trabalhou em órgãos governamentais e foi empresário. Também foi casado e teve três filhos. Como empresário, faliu e contraiu uma grande dívida e, em muitas ocasiões, viveu na pobreza, mas sem perder a paz de espírito, a alegria e a persistência. Seu fracasso financeiro pode ter contribuído para que procurasse algo mais na vida do que apenas o ganho material.
Conta-se que Mikao Usui era uma pessoa de natureza gentil, prudente, determinado, com o corpo grande, vigoroso e sorridente. Diz-se também que era muito estudioso e que tinha talentos variados.
Em 1922, fez um retiro de meditação e jejum no Monte Kurama, ao norte de Kyoto, local sagrado em que há muitos templos budistas. Ao final deste retiro, experimentou sua iluminação espiritual (Satori). Após este evento, criou o Reiki, usando o conhecimento adquirido em toda a sua vida e o conhecimento proporcionado por este momento de Satori.
No mesmo ano, fundou a Usui Reiki Ryoho Gakkai (Sociedade de Estudo do Método de Cura Usui Reiki), em funcionamento até hoje e abriu uma clínica em Tokio. Passou a oferecer tratamentos a doentes e seminários para interessados em aprender o seu método.
Em 1923, prestou ajuda a vítimas do terremoto Kanto, que devastou Tókio. Dizem que nesta época, chegava a conseguir tratar até três pessoas ao mesmo tempo e muitos tiveram sua vida salva por ele. Em grande parte por este episódio – e também por todo o seu trabalho de cura com o Reiki – em 1926 foi condecorado pelo Imperador Meiji, a quem Mikao Usui muito admirava.
Usui Sensei faleceu em 09 de março de 1926, em Fumuyama, aos 62 anos, vítima de um derrame cerebral. Foi enterrado no templo zen-budista de Saihoji, aonde foram também enterrados sua esposa e seus filhos. Neste templo, encontra-se um memorial, inscrito em um monólito de 1,20 de largura por 2,5 de altura, relatando a sua vida. Este memorial foi escrito por seu sucessor, Juzaburo Ushida, e é o principal documento que temos sobre Mikao Usui.
Entre 1922 e 1926, Mikao Usui conseguiu o incrível feito de ensinar o Reiki a cerca de 2.000 alunos. Desdes, cerca de 17 chegaram ao Shinpiden, o nível de mestrado, que habilita o praticante a também ensinar Reiki a novos alunos.

Aprendizado: como se tornar reikiano

O Reiki é ensinado em seminários de curta duração (1 a 2 dias), com um mestre (instrutor) habilitado. Nestes seminários, o mestre ensina a teoria e a história do Reiki, assim como os métodos de aplicação necessários à prática e a meditação.
A parte mais importante de um curso de Reiki é a iniciação (Reiju, em japonês). Consiste de um rápido ritual, em que o mestre abre os canais energéticos do seu aluno, que passa a conseguir canalizar a energia Reiki e a aplicá-la em terceiros e em si mesmo.
O ensino do Reiki é divido em 3 ou 4 níveis, conforme a escola de ensinamento. No nível 1, são ensinadas as técnicas mais básicas de aplicação e meditação, que já permitem que o aluno comece a praticar o Reiki em qualquer pessoa. Nos dois níveis seguintes, novas e mais avançadas técnicas são aprendidas. O quarto nível é destinado àqueles que desejam ser mestres de Reiki, para difundir este método em outras pessoas, é têm vocação para isso.

2 comentários:

Fuxico é Koisa Nossa disse...

Ola, sou Rikeana nivel um a muitos anos e agora estou querendo fazer nivel dois como e onde fazer sera q. pode me ajudar?

Anônimo disse...

olá. Gostaria de uma ajuda. Onde posso fazer o curso de reiki nível I com um mestre qualificado? Fico com receio de fazer em qualquer lugar uma vez que li a respeito sobre a iniciação que quando mau aplicada, pode desequi?ibrar a egrégora do aluno.
Obrigada